Entenda Sobre o Graffiti

Entenda Sobre o Graffiti

GRAFFITI

Definido por Norman Mailler como” uma rebelião tribal contra a opressora civilização industrial” e, por outros, como “violação, anarquia social, destruição moral, vandalismo puro e simples”, o Grafite saiu do seu gueto – o metrô – e das ruas das galerias e museus de arte, instalando-se em coleções privadas e cobrindo com seus rabiscos e signos os mais variados objetos de consumo.
A primeira grande exposição de Grafite foi realizada em 1975 no “Artist’s Space”, de Nova York, com apresentação de Peter Schjeldahl, mas a consagração veio com a mostra “New York/New Wave” organizada por Diego Cortez, em 1981, no PS 1, um dos principais espaços de vanguarda de Nova York.

Características gerais:

• Spray art – pixação de signos, palavras ou frases de humor rápido, existe a valorização do desenho.
• Stencil art – o grafiteiro utiliza um cartão com formas recortadas que, ao receber o jato de spray, só deixa passar a tinta pelos orifícios determinados, valoriza-se a cor.

Principal artista:

Jean Michel Basquiat

– (1960-1988), nascido no Haiti, iniciou sua carreira grafitando as paredes e muros de Nova York. Seus grafites mostravam símbolos de variadas culturas, de obras famosas, e principalmente ícones da cultura e consumo americanos, principalmente no contexto político e social. As temáticas do seu trabalho refletem suas preocupações, como o genocídio, a opressão e o racismo. Com 21 anos participou da sua primeira coletiva em Nova York. Foi patrocinado por Andy Warhol (Pop Art), a partir daí virou celebridade. Morreu prematuramente em virtude de depressão e drogas.

JeanMichelBasquiatbyLizzieHimmel

No Brasil, destacam-se os artistas: Alex Vallauri, Waldemar Zaidler e Carlos Matuck, também se destacam artistas de vanguarda como: Os Gêmeos: Otávio e Gustavo, Boleta, Nunca, Nina, Speto, Tikka e T. Freak.

Dia do Grafite:
Para os artistas, a data não tem grande importância – até porque a arte de rua não costuma se ater a formalidade. Ainda assim, o dia 27 de março relembra a obra de Alex Vallauri, que morreu em 1987, e ainda é considerado um dos principais precursores da arte urbana no Brasil.

Seu nome agora é “Nova Arte Pública”, não quer dizer que os grafiteiros passaram a sair por aí dizendo que são novos artistas públicos, mas esse foi o jeito que a turma da arte de rua achou para se referir ao conjunto de trabalhos que incorpora técnicas variadas, tem estilo apurado e se relaciona tanto co o passa do do grafite quanto com a pintura tradicional.

GRAFFITI – FORMAS e ESTILOS

A criatividade e arte tem andado juntos a muitos anos, com novas tendências e inovações tem acrescentado um alto nivel a Arte Urbana brasileira. No mundo do Graffiti não tem sido diferente, com base no Free Style ( Estilo Livre ) diversos artistas tem criado obras de extrema grandeza a céu aberto, com técnicas aprimoradas e equipamentos de 1º linha o Graffiti tem tomado seu espaço em meia a sociedade.

 
Vejamos agora algumas técnicas e estilos usados por esses artistas:
 
  • Throw Up
O throw up é uma pixação evoluída, segundo os grafiteiros. A maior parte das produções de grafite são no estilo throw up ou conhecidos como BOMB´s  por serem mais fáceis, econômicos e geralmente feitos em lugares não autorizados. São usadas poucas cores, mas bastante contraste entre si. Normalmente não se pinta o fundo e muitas vezes as letras desenhadas tem formato arredondado, como se tivesse vida própria.
Captura de Tela 2015-10-05 às 15.09.05
  • Wild Style
Este é um estilo de Graffiti mais elaborado com letras trançadas de contornos fortes e bem coloridos, chamam bastante a atenção pela dificuldade em se ler, principalmente por pessoas que desconhecem esta arte. Um estilo cada vez mais adotados pelos artistas nacionais e internacionais .Does_the-Netherlands09
@DOES
  • 3D Style
 Este estilo é caracterizado por efeitos em 3D ( 3º Dimensão ), conhecido no meio dos artistas como Graffiti Virtual  esta técnica exige bastante conhecimento com luz, sombra, plano de fundo e profundidade. Um estilo bastante conceituado por suas formas e cores.
245f9f9f4759ea2995ac89507df8f4db
@Sérgio Odeith
  • Free Style
O Free Style, como o próprio nome em inglês indica, é um estilo livre de arte, que inclui todas as criações do grafite, misturando desenhos, letras , assinaturas.Todos os grafites incluídos nesse estilo costumam ser trabalhados com todos os tipos de materiais, mesmo que não sejam tintas spray e látex, criando efeitos diversos.
11232358_1182500941775724_1814634924240269872_n
Espero ter ajudado!

Post author

Enxergar o mundo em primeira pessoa não quer dizer ser egoísta. É ser matuto, velhaco, só acender o cigarro se for pra tragar, nada a ver com molecagem fogo de palha. TRUE LOVE representa o amor próprio da forma mais nua e crua, é canção de marujo bêbado senhor e dono de seu próprio futuro e sorte, risada de pirata, pin-up de pára-choque.

There are 1 Comment

  1. Posted by Luiz Syze Reply

    Muito bom o texto e bem explicativo, esta de parabéns.
    Só esqueceu de relacionar o estilo TAG, que refere-se as assinaturas dos artistas ou pixações na linguagem atual, dependendo do contexto que é aplicado. Pois a pixação só é pixação se for praticado na ilegalidade, como o bomb, mas caso seja apenas uma assinatura no trabalho do artista, pode ser considerado como tag. O inico de todos os desenhos e nomes de artistas.

Leave a Reply